Todo animado

ALGUNS FACTOS

Aniversário: 1 de Março de 1978

Podes Voltar Para Casa de Novo: “A última vez que vim a casa, a minha mãe disse, “Todas as amigas da tua irmã parecem aparecer e ficar a passar a noite quando estás por aqui.””

O Jogo das Lágrimas: “Eu ainda não sou um unicórnio [Hall, Marlena]. Não posso simplesmente ligar as lágrimas. Ela é fantástica. A Ali {Sweeney, Sami] consegue fazê-lo, também. Ela tem estado com tristezas [no ecrã] nos últimos seis meses e chegou a um ponto que consegue fazê-lo facilmente.”

Carros: Ackles tem três carros desportivos: um Ford Bronco de 1974. Um Chevi Tahoe e um Nissan Pathfinder. “Vou deixar o Pathfinder voltar [ao Texas]. A minha irmã quer tê-lo e tem quase 16 anos.”

Deves ver: “Eu adoro FRIENDS. Se estiver a dar na televisão, vou sentar-me de certeza e ver o episódio inteiro.”

Durante o seu primeiro ano no DAYS OF OUR LIVES, Jensen Ackles (Eric) aterrou na capa da TVGuide, ficou com o prémio Soap Opera Digest para Estreante Mais Atraente e recebeu uma nomeação aos Emmy.

De seguida, ele caiu no enredo Sibéria.

“A minha história foi como se estivesse numa paragem,” reconhece o ator que, basicamente, segurou a câmera no laboratório de fotografia Titan e saltou de cenas com Taylor, para Billie, para Nicole. Para tornar as coisas piores, estavam todos os papéis que teve de recusar por ter um contrato com o DAYS. Mas Ackles não ficou rancoroso por ter de deixar passar um papel recorrente em DAWSON’S CREEK nem uma parte fofa no filme Never Been Kissed. “Este trabalho é muito bom,” ele encolhe os ombros. “Tenho a certeza que fazê-los [os outros projetos] teria sido divertido, mas eu aprendi muito sobres estes assuntos. Eu estou a crescer. Acabei a escola secundária e neste momento estou a aprender coisas novas, de qualquer maneira.”

E ter uma história, finalmente, também, enquanto ele ainda representa a sequência da rejeição de Nicole a Eric. “É cansativo, porém muito divertido.” diz Ackles durante o pequeno-almoço no elegante Palace Hotel, na cidade de Nova Iorque. “Estou ansioso para voltar amanhã e fazer a mesma coisa. Eu posso estar exausto no final da semana, mas olhem o que estou a fazer!”

Nada mau para um nativo do Texas que deu seis meses a si próprio para ser bem-sucedido em Los Angeles. “A maioria das pessoas nem sequer arranja um agente assim tão rápido.” reflete o ator. “Eu, honestamente, pensei que voltaria para o Texas. Eu imaginei que me fosse divertir, experimentar, voltar para a escola e resolver tudo, depois. Eu não tinha nenhum plano.”

Daqui a um ano, quando o seu contrato em DAYS acabar, será que Ackles vai planear uma vida fora das novelas? “Se eu conseguir um grande papel, provavelmente vou querer ficar por mais um ano ou assim,” disse ele. “Se não conseguir e não tiver nada planeado, será um tiro no escuro. Será que vou querer arriscar? Acredito que sou jovem o suficiente para o fazer, e a minha faixa etária está a ser bastante procurada agora mas, ainda assim, é um risco muito grande.”

Dito como o rapaz meigo, terra-a-terra e do Sul que é. Ao contrário de outros atores jovens de Hollywood, Ackles não tem um ego elevado e, certamente, não sucumbiu ao estilo de vida das celebridades. “Vivo com dois companheiros de quarto, amigos meus, que cresceram também no Texas, por isso a casa parece um festival típico do Sul,” Ackles sorri. “A porta da frente está sempre aberta, rapazes a entrar, a divertirem-se.”

Ackles vai, ocasionalmente, a discotecas (“Só o facto de ter de escolher algo do armário para vestir é um esforço para mim!”), contudo, ele prefere ver filmes populares, jogar Nintendo e passar algum tempo com a sua namorada, Lisa Rideg. Os dois eram amigos quando o seu relacionamento começou a florescer num romance em Janeiro de 1998. “Ela é muito descontraída sobre tudo,” gaba o ator. “Ela sabe onde estou e não se preocupa com nada.”

Parece a mulher perfeita para um rapaz de Hollywood pronto para se tornar uma estrela, que tem conseguido manter os pés assentes firmemente na terra, que tem conseguido crescer sem que esse crescimento lhe subisse à cabeça. “Eu penso na letra da música The Wallflowers que diz: “Eu não mudei, mas sei que não sou o mesmo”,” reflete Ackles. “Sinto-me assim.”

À PROCURA DO OURO

Ackles obteve a sua segunda nomeação para um Emmy este ano, porém ele sabia que seria difícil de ultrapassar Jonathan Jackson (ex-Lucky, GENERAL HOSPITAL, r.). “Ele tinha um papel fantástico e uma química excelente com a Rebecca [Herbst, Elizabeth, r.],” Ackles disse. “Eles escrevem muito bem para eles e ambos são talentosos. É difícil ultrapassá-los. É difícil vencer uma história que é incrível desde o início assim como a sua escrita admirável, especialmente quando [comigo] eles estão apenas a formar um casal com a Nicole e a adaptar o personagem. O Lucky esteve lá sempre. Era muito estável, conhecia o seu personagem muito bem assim como os roteiristas.” Não que eles não tivessem cenas notáveis para entregar. “O ano passado, quando fui nomeado, tinha apenas seis meses de trabalho,” ele recorda. “Eu não tinha nenhuma história. Este ano, tinha muito mais trabalho a nível individual.”

Jensen Ackles (Eric, DAYS)

“Isso é uma ótima questão. Eu não sou o tipo de pessoa que vê um filme 10 vezes, a menos que seja Dazes and Confused. Eu não me importo de vê-lo. Alguns filmes são bastante divertidos, como Austin Powers mas eu não os costumo ver para melhorar o meu humor. Preferia ouvir música, provavelmente.”

1 de Julho de 1999 Catarina Rodrigues Stephanie Sloane, Soap Opera Digest
Como ator, Days Of Our Lives, Interesses