O Jensen Daily é um site de origem portuguesa que se destina a informar os fãs do Jensen Ackles de todo o mundo. Jensen Ross Ackles é um ator norte americano de 38 anos que se tornou conhecido com a sua personagem Dean Winchester na série da The CW, Supernatural. O Jensen deu os seus primeiros passos no mundo da moda e já teve alguns projetos no mundo do cinema, teatro e música. Estando há 7 anos online, o nosso site conta com diversas páginas dedicadas ao ator e aos seus fãs. Disfruta de toda a informação e deixa o teu comentário. Obrigada.

Review Oficial 9.11 – First Born

“Good luck, Dean. You’re gonna need it”

Que episódio OMG! Não, sério, que plot twist da vida! Crowley roubando a cena – Como sempre né? – e voltamos a ter uma boa direção e atuação. Aêêê!!! Quando Jared fala que os roteiristas OUVEM o fandom e levam em consideração há quase tudo o que dizemos a eles, ele não tava de brincadeira. Há quanto tempo nós estamos pedindo um abraço entre Cas e Sam? E a campanha para a storyline do Dean ser separada do irmão? Well, uni-vos fans do mundo inteiro y viva la revolucion!

Uma matança acontece logo na cena inicial do episódio e Caim é introduzido como o dono dela. O título da serie retorna e a cena onde um Dean (parabéns coisinha linda!) barbudo – me maaaata mesmo! – aparece dando um completo check up na garçonete do bar. Que saudades desse sorrisinho de lado, desse Dean Winchester. Eis que Crowley divo aparece no bar e Dean puxa a faca gentilmente pra cumprir sua promessa de matá-lo no episódio anterior. Como um bom negociador, Crowley conta uma história com a finalidade de matar Abaddon e ficamos sabendo que ele só foi até o hunter pois John Winchester minguou todo seu plano há 10 anos atrás. Dean tira o coelhodacartola diário do John de um de seus bolsos e ajuda Crowley a achar a tal da Lança dos arcanjos. No começo da temporada eu falei sobre um dos galpões do John ter aparecido no episódio. Dito e feito! O que aconteceu em seguida? SEASON 3 FEELINGS!

No bunker, Cas tenta voltar seus hábitos normais de quando era humano, porém sentir o gosto das comidas já não é mais a mesma coisa para ele. Sam aparece e o anjo vai reiniciar sua sessão da cura e encontra vestígios de Gadreel dentro do corpo do hunter. Pausa para o momento SASSY de Cas quando ele relembra a 6ª temporada ao enganar os irmãos quando Sam diz que ele não sabe mentir – precisava lembrar disso, Robbie (roteirista)? -. Dean e Crowley chegam no depósito de John e na minha mente só vem Bad Day at Black Rock, lembram? Primeira vez que o depósito de John apareceu é no mesmo episódio que o Sam dispara a frase célebre I LOST MY SHOE! Dean acaba achando – rápido demais pro meu gosto – uma pasta com as anotações de John sobre o ocorrido no interrogatório do protegido da Abaddon, porém uma parte dela está faltando e eles partem para achar a outra hunter que estava com John no dia.

Na bibloteca do bunker, Cas aprende que o que tem dentro de Sam é a graça de Gadreel, inofensiva para Sam porém útil para achar o paradeiro do anjo. Não sei vocês, mas eu achei isso a coisa mais foda do mundo. O menino que carregou sangue de demônio nele por anos e anos, agora carrega a graça de um anjo – que poético  T.T

A dupla dinâmica acha o lugar onde Tara trabalha e all the feels começam quando a moça começa a lembrar do John para o Dean. Depois de uma pequena confusão que acaba com Dean tomando banho de água benta, Tara decide colaborar com o Winchester quando ele diz que Abaddon voltou. Não me admira que ela tenha ajudado Dean, pelo que Tara demonstrou, a hunter se apaixonou por John e deixou escapar quando disse que teve um fim de semana maravilhoso com ele. CLOSE impagável na cara do Dean! Bitch please, ele é Team Mary! Nunca que ele vai shipar você com o pai dele, get over it u.u Tara procurou a tal da Primeira Espada pelo mundo, mas só conseguiu achar um feitiço que dizia o local da Espada. Com ajuda de Crowley, que possui um depósito com essência de Kraken – Piratas do Caribe, oi -, eles acham o local exato da Primeira Espada. 7 bilhões de pessoas no mundo, 6 continentes (contando com a Antártida) e a porcaria da Espada estava em Missouri, EUA. Ai Deus! Detalhe que Tara não diz a cidade, só diz o estado e os dois acham a casa, oi? Continuação para que né?

Quando chegam no local, o King of Hell percebe a presença de Caim e tenta ir embora, porém a dupla é impedida pelo próprio. Caim os convida para tomar um chá e pergunta a Dean como eles o encontrou. Dean toca no nome de Abaddon e Caim, muito bem interpretado por Omundson de Psych *o*, vacila ao ouvir aquele nome.  Conhecemos um pouco mais sobre a história dos Cavaleiros do Inferno, algo que foi introduzido no episódio As Time Goes By, na temporada passada. Lembro de procurar sobre eles até em sites religiosos, porque queria saber a diferença de Abaddon para Lilith (primogênita de Lucifer). Caim se despede e diz para Dean nunca mais voltar. Ao sair do local, Dean diz a Crowley que irão voltar para terminar o serviço.

O que foi Castiel defendendo o Dean para o irmão? Eu quase tive filhotes quando Cas tentou amenizar a situação entre os dois irmãos e Sam ainda fulo da vida com Dean negando as coisas que Castiel falava para ele. Eu sei que não é a mesma coisa, mas Castiel como regular, me lembra o papel do Bobby nessas horas. Saudades Bobby ♥

A dupla do balacobaco volta a casa de Caim, quando o moçoilo está fora, para tentar procurar a arma por eles mesmo. Crowley mais divo do que nunca nesse episódio, morrendo de medo do Caim. Definitivamente, algo de bom aconteceu com ele na capela. O dono da casa volta e pega os dois fuçando suas coisas. Porém Dean é seguido por um demônio que estava no mesmo bar que Crowley o encontrou e chama o reforço.

Breaking news: Caim gosta de um barraco e isso fica comprovado quando Dean tenta proteger a casa dele e o cara só quer ver o circo pegar fogo. O cara literalmente senta e vê a porradaria de camarote, só faltou esquentar o milho pra fazer a pipoca. Caim faz uma espécie de Jogos Mortais com Dean, justificando que quer ver se ele é o mesmo Dean do qual os demônios tem medo. Com o estalar dos dedos, as portas dos fundos se abrem e 3 demônios de uma só vez aparecem na cozinha. Minha Nossa Senhora da Bicicletinha, que CENA! Tem uns 2 minutos só de luta corporal nela e Jensen Ackles fez ela TODA sem o seu dublê – do qual é um dos demônios que ele mata por último – Não consegui respirar direito até a cena acabar e ela só enfatiza o quão o Winchester mais velho é O CARA. O personagem acaba com 3 demônios de uma vez e sozinho – Sam Winchester who? Maldade xD – Parabéns ao Lou Bollo, coordernador de  artes marciais, a cena foi muito bem feita! A cena da toalha de prato foi de deixar Chuck Norris de queixo caído!

Toda essa estripulia, só foi feita por Caim, para comprovar a si mesmo que Dean era parecido com ele. Na 5ª temporada, Michael diz a Dean que os Winchesters descendem de uma linhagem nobre, ligada a Caim e Abel, por isso que eles são os vessels dos arcanjos. No episódio da 9ª temporada, Caim não diz isso abertamente, ele fala sobre se sentir conectado ao hunter. Para quem reclamou que não tinham falado sobre isso no episódio, vejam de novo essa parte ;) Totalmente descrente, Dean responde que ele não matou o irmão e Caim diz que ele o salvou. Depois do sufoco, Dean exige que ele lhe entregue a Espada, mas Caim diz que ele não possui a arma mais.

De volta ao bunker, Cas extrai a graça de Gadreel de dentro de Sam, porém quanto mais ele tira, mais Sam volta a ficar fraco. O anjo para de extrair, argumentando que passou a apreciar os a vida humana depois de morrer, mas Sam pede que continue porque sua vida não vale mais nada. Ele volta a extrair a graça, até que um sanduiche de manteiga de amendoim com geléia ilumina a cabeça de Castiel. Ele retira a agulha de dentro de Sam antes de curá-lo completamente. Pronto Dean, pode fazer a festa porque seu irmão está de volta! A conversa entre Cas e Sam é sincera. Cas profere palavras que há muito tempo Sam não houve e precisava ouvir de alguém de fora do “laço familiar”. Para fundamentar sua argumentação, Castiel se usa como exemplo e as estruturas de Sam parecem cair, aceitando aquelas palavras como se fosse um alívio por tudo o que ele causou; como a morte de Kevin.

Crowley inconformado com a resposta de Caim pede explicações sobre a arma, já que o feitiço da localização os guiou até a casa. Caim explica que o feitiço os levou a fonte de poder da arma que é a marca gravada em seu braço, feita por Lucifer. Ele conta como virou o primeiro Cavaleiro da Morte e não foi por só matar seu irmão, mas por salvá-lo. A mitologia em Supernatural é baseada nas mitologias “verdadeiras”, os roteiristas não seguem ao pé da letra o que é contado, eles fazem a própria história e eu curti bastante o que fizeram com a de Caim e Abel. E então Dean fala sobre Colette, a mulher do retrato que ele achou quando Caim não estava em casa. O ex-cavaleiro, conta que ela sabia quem ele era mas que não se importava com ele, somente pediu que ele parasse de matar – paralelo mais a frente -. No entanto, a diva da Rainha Vermelha possuiu Colette, o que levou Caim a enfiar a arma nela para tentar matar Abaddon.

Eis que o grande momento do episódio acontece, quando Caim transfere a marca dele para Dean, dizendo que somente um merecedor pode obtê-la; em outras palavras, pelo menos para mim, culpe John Winchester por ensinar o filho a atirar com 6 anos de idade e se orgulhaar ao falar que ele tem o extinto. O ex-cavaleiro tenta dar uma de Tio Ben com o discurso de “grandes poderes, grandes responsabilidades”, mas Dean ignora tudo isso e vai com fé para receber a marca. Com a marca em seu braço, Dean pergunta sobre o paradeiro da arma e Caim diz que jogou no oceano para poder cumprir a promessa para Colette. Ele diz para Dean encontrar a arma, matar Abaddon e que o mate, pois ele estava prestes a quebrar a promessa de Colette.

Promessa feita é promessa cumprida e os roteiristas sabem muito bem disso e mostraram nesse episódio que levam em consideração a opinião do fandom. Depois de pedirmos, e muito, Sam e Cas tem o primeiro abraço desde quando o anjo entrou na série e Robbie Thompson soube escrever, sem ser forçado. Além do abraço, um grupo grande de pessoas pediu a equipe que a storyline do Dean fosse separada de Sam. O novo plot do Dean é totalmente desprendido do irmão, coisa que a gente não vê desde a 3ª temporada. Agora que Sam está dando mais ouvidos a Cas, o anjo aproveita a deixa e insiste que Sam chame o irmão para ajudar a procurar Metadouche e Gadreel.

tumblr_mzywpnpxl61s4k8r8o2_500

Por fim, tudo não passa de mais um jogo feito por Crowley. Confesso que não me surpreendeu, é do feitio de Crowley usar as pessoas em benefício próprio. Mas foi como ele disse, Caim não daria a espada para ele. E por falar em Caim vamos aos paralelos que estão deixando as pessoas malucas. Dean e Caim tem muita coisa em comum, além do primeiro ser descendente do segundo. Caim salvou seu irmão, dando sua vida para que Abel não sofresse no Inferno, mesmo que tivesse que tirar a vida dele. Do que eu conheço Dean, ele faria a mesma coisa pro seu pequeno e gigantesco irmão. Dean virou um demônio? Não, não virou (ainda não). Ele só recebeu a marca para poder usar a Primeira Espada, sem a marca só seria um pedaço de osso. Quem seria a Colette de Dean? Não tem jeito, isso ia ter que aparecer uma hora ou outra. As únicas pessoas que “sabem quem Dean é, sabe o que ele foi e o aceita sem nenhum problema” são Lisa e Cas. Jo infelizmente virou papinha de cão do inferno e Cassie o abandonou, chamando ele de louco. Lembrem-se que Caim não falou nada sobre “amar” Colette, ele apenas abandonou a vida de El Matador, depois que encontrou paz com ela. Lisa e Cas, ambos não se importam quem Dean é, o que ele foi e o amam incondicionalmente. A única diferença, é que um é canon e outro não, cabe ao showrunner tomar a decisão correta.

Review feita por Tatz, newsposter do VSA-Oficial e Jensendaily.

4/Fev/2014 Tatiana Aguiar 0 comentários
Review Oficial,

Posts relacionados

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.