O Jensen Daily é um site de origem portuguesa que se destina a informar os fãs do Jensen Ackles de todo o mundo. Jensen Ross Ackles é um ator norte americano de 38 anos que se tornou conhecido com a sua personagem Dean Winchester na série da The CW, Supernatural. O Jensen deu os seus primeiros passos no mundo da moda e já teve alguns projetos no mundo do cinema, teatro e música. Estando há 7 anos online, o nosso site conta com diversas páginas dedicadas ao ator e aos seus fãs. Disfruta de toda a informação e deixa o teu comentário. Obrigada.

Review Oficial 9.02 – Devil May Care

 

“The king is dead. Long live the queen”

Depois da excelente Premiere, da qual atingiu os maiores ratings da Fall do canal, Supernatural volta essa semana com um excelente EPICSÓDIO! As primeiras cenas de Devil May Care são um pouco mórbidas, mas suficientes para explicar como Abaddon volta a ter aquele receptáculo maravilhoso que ela tinha anteriormente – seria blasfêmia dizer divino? RISOS -. Aliás, a continuação de Alaina Huffman como Abaddon foi, em grande parte, um pedido do fandom para os produtores. A atriz caiu nas graças dos fãs pela sua bela atuação na série.

Dean e Sam conversam sobre a situação atual dos seus conhecidos e pausa para o começo das referências da cultura pop no episódio. O que foi o Dean falando sobre o “breaking bad” do Cas? Como não lembrar da Robertha, nossa colunista? No bunker, Dean é quase acertado por uma flecha atirada por Kevin Tran, do qual é chamado de Katniss, de Hunger Games, por Dean.  Sam aparece segurando Crowley, totalmente coberto e com um fone de ouvido enorme na cabeça, e o leva para as masmorras, o que deixa Kevin confuso e com raiva porque o pequeno profeta tem motivos para odiar o King of Hell.

Abaddon, que não é boba e nem nada, foi atrás dos melhores demônios do lugar para começar um pequeno exército para comandar. Hell yeah! Os demônios voltaram a ser assustadores! Que saudades disso!! E que discurso viu, levantei e bati palma com o discurso de Abaddon pra tirar a coroa de Crowley e reinar no inferno e na Terra. Abaddon dá de 10 a 0 em alguns políticos do Brasil na hora de se eleger. Nem os marqueteiros do PT conseguem criar aquele discurso pra ganhar voto.

Dean e Sam chegam a um caso de demônios na cidade, onde é conduzido por militares e a encarregada do caso encrenca com os dois “agentes do FBI” logo de cara – os dois se apresentam como Stark e Banner, como homenagem a Comic Con. A cena foi gravada logo depois da convenção da Comic Con -. Dean dá o número do seu suposto chefe e liga para Kevin, o que me arrancou muitas risadas logo depois. Kevin tenta lidar com a situação, porém o sobrenome que ele usa – Kevin Solo – e sua voz de menino não o ajudam muito e ele teve que hackear o sistema de redes militar dos EUA pra descobrir algum podre da militar. Após analisarem os corpos e o ônibus, Sam chega à conclusão de que os corpos estavam possuídos e os militares que estavam dentro do ônibus são os receptáculos novos. A milico entrega um tablet com as gravações da câmera de seguraça para Sam e os dois se espantam ao saber que Abaddon está viva.

Após torturar um dos amigos hunters de Dean, Abaddon liga para o Winchester, mas quem atende é Kevin. O profeta liga imediatamente para Sam, tremendamente assustado e passa o recado para eles. Dean diz que não conhece Tracy, mas que Irv é amigo deles e pede para que Kevin colete todos os dados da noite que Abaddon saiu do bunker. Crowley sonha acordado com a execução da terceira tarefa, demonstrando que o que aconteceu com ele naquela igreja o afetou sim. Seus devaneios desaparecem quando as luzes das masmorras são acesas e alguém caminha do lado de fora do local. O King of Hell ouve os passos e passa a atormentar o pobre do Kevin que vai até ele. A cara de prazer do Crowley é demais! – Sentirei sua falta como regular, Sheppard T_T

Os Winchesters chegam ao local indicado por Abaddon e notam que o bairro é completamente vazio. Eu não sei vocês, mas eu me senti vendo o episódio The End novamente. Aliás, a nona temporada passará em 2014, 5 anos depois que The End foi ao ar. E as coincidências não param por aí: Naquele fatídico episódio, Cas é um fallen angel, Dean perdeu sua parte “humana” após inúmeras batalhas e ele não vê mais uma luz no fim do túnel porque sabe que a sua vida se resume em caçar e um anjo possui o corpo de Sam, Lúcifer. Coincidências a parte, Sam explica a Dean que o local está infectado, pois houve um vazamento químico ali. Pausa pra sofrer com o Dean protegendo seu patrimônio pessoal após ouvir o irmão. Os dois caminham pela rua quando Sam ouve alguma coisa se mexer dentro de um velho restaurante. Eles acham os dois caçadores amarrados nas cadeiras e Irv conta a Dean que Abaddon está torturando outros hunters para aprender sobre eles.

Eles se preparam para sair do lugar e Dean faz uma armadilha para pegar os demônios. Após enganar os soldados não humanos, Dean divide as duplas, porém Tracy joga na cara de Sam porque não gosta dele. Poor Sammy… A expressão que ele faz quando a caçadora diz que foi ele que libertou Lúcifer é de matar qualquer um. Dean acaba indo com ela e o que é que é isso aqui, minha gente. Te digo que há uns 3 ou 4 anos atrás, Dean teria dado uma boa olhada no material da moça, mas agora o bichinho parece que cresceu ou algo do tipo. Definitivamente, o Purgatório muda as pessoas…

Nas masmorras “o bagulho” ficou tenso para o lado do Kevin. O pequeno profeta vai a Crowley e ordena que ele o diga como se mata um cavaleiro de Lúcifer. Crowley enrola Kevin, primeiro falando sobre sua mãe que poderia estar viva e depois tenta jogar com a mente do menino sobre os Winchesters em relação a ele.  – Adorei o Crowley dando uma de Voldemort e falando A FRASE de Order of the Phoenix “You’ll lose…. everything”. Ai ai… amo/sou referências da cultura pop em Supernatural /lixa –

No bairro apocalíptico, Dean dá um sermão na Tracy sobre pessoas que acham que estão fazendo a coisa certa, mas acaba dando em merda e se afundam. A menina deu piti quando o Sam tocou nela, imagina o que não falaria se soubesse que quem tava do lado dela foi quem abriu o primeiro selo. Andando por um prédio, Dean e Tracy acabam dando de cara com ninguém menos que Abaddon. Como não conseguem ferí-la com balas marcadas com devil’s trap, Dean joga água benta na ruiva maléfica e pede para que Tracy pegue seu carro e traga todo o tipo de armamento possível.

Um tiro fatal em Irv, faz Sam correr atirando para dentro de outro estabelecimento e é pego de surpresa por vários demônios dentro dele. Ele é surrado até ficar inconsciente e é quando Tatiana se lembra de que há um anjo dentro dele, pois Ezekiel se manifesta para salvar a vida  do caçula Winchester. Ele abre suas asas e emana uma luz intensa de fora pra dentro. As sombras de suas asas aparecem na parede e algumas plumas parecem cair no chão, parecendo uma galinha despenada. Poor baby, deu vontade de por ele no meu colo e aninhar, Ezekiel ainda está fraco, mas é forte o bastante para matar os fdps que tentaram matar Sam.

No meio da briga entre Dean e Abaddon, da qual shippei FORTEMENTE porque, vamos concordar: que puta tensão sexual entre os dois! Abaddon diz que quer a cabeça de Crowley e que ele, Dean, é um perfeito receptáculo. Afinal, ele era o de Michael e se Dean aguenta Michael dentro dele – UI! –, ele aguentaria qualquer anjo ou demônio. Enquanto Abaddon profere propostas indecentes a Dean Winchester, Ezekiel cumpre a promessa feita a Dean e explode o local, matando os capangas de Abaddon. O que faz a Rainha Vermelha – Sim, porque já temos uma rainha reinando em Supernatural desde a temporada passada, Charlie – fugir com medo de anjos.

Dean encontra Ezekiel, no corpo de Sam, tirando a faca da Ruby do corpo de um dos demônios mortos. O mais velho ainda está terrivelmente desconfortável com um anjo dentro do corpo de seu irmão. O anjo quer saber o porque ele se sente desse jeito e Dean continua se culpando pelas mortes que os demônios estão fazendo. Oh bebê, pare de se culpar, faça o que Sam e Cas já falaram: você não pode salvar todo mundo, nem tudo o que acontece é sua responsabilidade. Ezekiel tenta diminuir esse fardo em Dean falando que Sam sabe que tudo o que ele fez foi por amor. Dean tenta se esquivar dizendo que não é muito desse mundo de amor. Coincidência ou não, Jensen falou sobre isso em um Meet com fãs. Ele disse que algumas vezes muda algumas falas que incluem a frase “I love you”, por Dean não ser acostumado a esse tipo de carinho e que é melhor deixar isso para o final da série – Tatiana berrando no travesseiro  – . Dean dá uma chance para confiar em Zeke e o anjo lhe diz que é um dos mocinhos. Ó-ow. Não só Dean fica desconfiado como eu também fiquei. Ainda mais quando o próprio anjo diz que todo bad guy falaria isso. Espero que Zeke mude minha concepção sobre ele, porque até agora, esse “I am” dele me fez arrepiar de medo. Sam acorda e Dean mente para ele ao falar que foi ele que matou todos os capangas de Abaddon. Tracy chega com o carro de Dean para eles irem embora e eu achei isso a coisa mais NON SENSE do mundo. Dean entregando as chaves da Baby para alguém que ele nunca viu na vida? –‘

Chegando em casa, Kevin não responde a nenhum dos dois irmãos e eles correm para ver se Crowley ainda está nas masmorras. Encontram um Crowley todo surrado e cheio de sangue no rosto. The King dá a eles dois nomes de demônios e diz que é uma troca justa pelo prazer que ele teve em aliciar o Kevin. Dean foi atrás de Kevin e o encontra saindo do bunker, de mochila nas costas. E um dos discursos mais bonitos de Dean, sobre amizade e família é proferido, fazendo o fandom cair no choro com suas palavras. O Winchester diz a Kevin que mesmo Crowley estando naquele lugar, o bunker é o lugar mais seguro para ele. Kevin ainda aparenta não estar convencido e Dean joga sua última carta dizendo a ele que eles precisam de Kevin por perto. Kevin, ainda influenciado pelas palavras de Crowley, rebate dizendo que é porque ele é útil e Dean responde que não, porque ele é da família e que assim como ele, Sam e Cas são todos o que restaram para esse significado ter validade. – CHORANDO NO CANTINHO -. Após essa declaração de amor implícita, Kevin se convence e fica no bunker.

E ai, tudo o que não queríamos que voltasse a acontecer, aconteceu. Dean coloca dois copos de whisky para cada um já que Sam está com problemas em lidar com o que Tracy falou para ele. Toda vez que Dean está lidando com algo que faz com que ele sinta-se inteiramente culpado por algo, o alcoolismo volta à tona. E agora ele tem que lidar com o fato de que está escondendo algo grande de Sam e também com o fato de que ele não conseguiu se desgarrar do seu sangue e salvar seu irmão ao invés de fechar os portões do inferno. Dean, baby, você é só um ser humano =/

Sneak Peek do próximo episódio:

Review feita por Tatz, newsposter do VSA-Oficial e Jensendaily

20/Out/2013 Tatiana Aguiar 2 comentários
Review Oficial, , , ,

Posts relacionados

2 comentários a “Review Oficial 9.02 – Devil May Care”

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.