Destino ‘Supernatural’ para o crânio de touro ‘Y6 Sunrise’ do artista Boyd Elder

O ator Jensen Ackles adiciona um pedaço de arte histórico, um crânio de touro à sua coleção de arte do Texas.

A saga de “Y6 Sunrise” lê-se como um guião de ficção científica: uma peça de arte de aparência de outro mundo – um histórico crânio pintado pelo quase mítico artista multimédia texano Boyd Elder – sobrevive a uma viagem angustiante desde o inferno e para trás.

Milagrosamente, a peça regressa segura ao estado de Lone Star, depois acaba a peça central na nova casa na área de Austin de Jensen Ackles, a estrela da série de TV “Supernatural” nascida em Dallas e colecionador de arte do Texas que cresceu nas redondezas de Richmond.

“Y6 Sunrise” foi a peça central da exibição de Elder “4×4” na Galeria Bale Creek Allen, que ocorreu em Austin a meados de 2016, onde Ackles e a sua esposa, a atriz Danneel Ackles, original de Lafayette, Louisiana, viram primeiro a peça em exibição.

O casal estava a decorar a sua casa nova remodelada com imagens icónicas do Texas e concordaram que “Y6 Sunrise” era uma peça que não podia faltar. O preço da compra continua por se saber.

Ler mais

22 de Fevereiro de 2018 Micaela Oliveira Stephen K. Peeples
Família, Family Business Beer Company, Interesses, Supernatural

Encontrar o John Winchester (protagonizado por Jeffrey Dean Morgan) foi o objetivo dos rapazes na 1ª temporada que acabou por ser tão difícil como conseguir que ele ficasse por perto quando foi descoberto. A reunião da família Winchester foi pouco vivida: na 1ª temporada acabou com um acidente de carro e um destino incerto para os três. E depois lá estava o pacto demoníaco que o John tinha feito com o mesmo monstro que andavam a caçar.

JENSEN ACKLES: Tudo até àquele ponto era à volta de encontrar o pai. Encontramos pai, continuamos a lutar como uma unidade, e depois perdemos o pai, e eramos dois órfãos.
JARED PADALECKI: E eu acho que foi a primeira vez que trouxemos alguém de volta da morte, e foste tu [para Ackles].
ACKLES: Eu morri no acidente de carro e ele trocou a sua vida com Azazel.
PADALECKI: Eu acho que foi a primeira vez que nós vimos um personagem principal a morrer e a voltar à vida. E isso foi um ato de fé. Então contamos a história dos Reapers e o que acontece com a alma.
ACKLES: Foi quando entramos na vida após a morte.
PADALECKI: : Isso foi uma grande mudança de título no que Supernatural podia fazer…
ACKLES: Com a introdução do Inferno, e dos pactos com os demónios – o que é engraçado porque tu pensas nisso agora, e o [criador] Eric [Kripke] deve ter sempre sabido sempre porque a mãe fez o pacto com o demónio de olhos amarelos.

Ler mais

29 de Setembro de 2017 Micaela Oliveira Samantha Highfill, Entertainment Weekly
12ªTemporada, 1ªTemporada, 2ªTemporada, 5ªTemporada, 6ªTemporada, 7ªTemporada, Como ator, Supernatural

Supernatural: O elenco e os criadores olham para trás ao fazer os 200 episódios e ponderam o Futuro

Refletindo sobre o facto de estar a alcançar o 200º episódio
[…]
Jensen Ackles (“Dean Winchester”): Ainda não sei o que está a acontecer. Toda a gente diz “200 episódios!” e eu penso, “A sério? Oh sim, fizemos 200 episódios. Deus, pensei que só estávamos no 100º!” Jared e eu temos esta fala… Nós não a inventamos, mas é assim “O sucesso é o que acontece quando tens estado demasiado ocupado para reparar nisso.” Eu sinto que ambos temos estado muito ocupados, sempre com as cabeças nos papéis a tentar trazer o que nos dão por escrito à vida, sempre a gravar episódios, a trabalhar com a equipa. E depois de repente é do tipo, oh, estamos no episódio 209! Pensamos, “O que aconteceu?” Bem ouve, não podemos parar e cheirar rosas porque os episódios 210, 211 e 212 já estão prontos, por isso continua amigo.” Nós não temos tempo. Assim que a serie acabar teremos tempo para cheirar rosas.

O quão longe pode Supernatural ir?
[…]
Jensen Ackles: Eu ainda adoro encenar esta personagem. Ele não é aborrecido para mim. Eu divirto-me a fazer de Dean. Ainda me dou bem com as pessoas com que trabalho. Os fãs são fantásticos. Esta serie mudou a minha vida. Eu sinto-me tão honrado, e agradecido, e humilde com o que este programa me deu e não estou aborrecido. Algumas pessoas pensam. “Não preferias estar num programa mais falado ou a fazer filmes?” ou algo do género, e eu digo, “Não, eu estou a trabalhar! Eu sou um ator.” Olha, só porque a serie não é o número um na televisão, e só porque não estou no melhor programa de fim-de-semana, não significa que eu não esteja a fazer o que amo. Eu continuaria a fazer a mesma coisa mas correria o risco de A: não gostar das pessoas com quem trabalho, B: trabalhar num programa onde não goste da personagem, os escritores não escrevem a personagem para mim, seja qual for o caso. Neste momento estou numa posição muito boa e numa posição que faz pessoas que estão numa posição superior ter inveja, e eu estou bem com isso. Eu gosto do meu trabalho!

7 de Novembro de 2014 Sílvia Tavares Eric Goldman, IGN
10ªTemporada, Como ator, Supernatural

Jensen Ackles fala sobre como é ser diretor e sobre Supernatural

Ackles vai responder a umas perguntas, incluindo como é que o seu “Soul Survivor” é e não é o primeiro episódio da temporada 10.

Jensen Ackles: Não é o primeiro episódio. Vai ser o terceiro, mas foi o primeiro que filmámos para a 10ª temporada. Eles basicamente fizeram-me um favor muito simpático por deixarem que o episódio que eu ia dirigir ser o primeiro a ser gravado, para que nos pudéssemos preparar sem ter de encenar noutro episódio. Porque de outra maneira, eu teria de estar a trabalhar como ator no episódio 2, tentado preparar o episódio três enquanto diretor, e isso iria ser muito, mas muito difícil. Por isso eles puseram o meu à frente na lista para permitirem que eu viesse um pouco mais cedo das minhas férias, para me preparar, gravar, e agora, hoje estamos a começar as filmagens do primeiro episódio, no qual eles simpaticamente não me incluíram nem ao Jared para que pudéssemos passar o dia com The Television Critics Association..

Depois de participar em SUPERNATURAL desde a 5ª temporada, Mark Sheppard está muito presente nesta temporada. Será que a série decidiu que não conseguia viver sem ele, ou …?

Jensen Ackles: Eu acho que é o fim de um início (risos). Não, ele já está contratado, tal como Misha (Collins, que faz do anjo Castiel), e eu não podia estar mais entusiasmado. Pessoalmente, acho que é algo que já devíamos ter feito à alguns anos atrás, porque acho que eles são essenciais na história e para o avanço dos rapazes. Vai fazer definitivamente momentos interessantes este ano, tendo os dois livres para nós a tempo inteiro. Não vamos ter de partilhar Mark com mais nenhuma serie ou ter de partilhar Misha com outra coisa qualquer, por isso o facto de eles estarem contratados é uma vantagem para nós.

Tem algum momento favorito destes 10 anos de SUPERNATURAL?

Jensen Ackles: O meu momento favorito? Isso é virtualmente uma pergunta impossível de responder (risos). Houveram tantos, mas tantos momentos. Pessoalmente, eu diria que foi o facto de casar (com Danneel Harris) e ter a nossa filha. Profissionalmente, é uma coleção de momentos fantásticos. Eu dou-me genuinamente bem com Jared, uma relação que todos querem ter com os seus parceiros, e isso faz com que trabalhar seja divertido. Nós rimos-nos com a nossa equipa de câmera, com os rapazes do som, com o departamento que trata dos cenários, com os electricistas e com toda a gente, e nós somos uma família disfuncional feliz. E acho que o facto de nós termos esta relação é provavelmente a melhor coisa que me aconteceu desde o início da série.

Ler mais

18 de Julho de 2014 Sílvia Tavares Abbie Bernstein, Assignment X
10ªTemporada, Como ator, Como diretor, Supernatural

Câmara pronta

Depois de cinco anos a representar o atrevido caçador de demónios de Supernatural Dean Winchester, Jensen Ackles tenta os seus talentos na direção. […]

“Eu tenho estudado os aspetos técnicos de direção ao longo dos anos, e os produtores finalmente me disseram, ‘Se quiseres fazer isto, é teu.’ Eles escreveram um episódio que é leve para mim [Dean] e focado no Bobby [Jim Beaver], que está a tentar recuperar a alma que vendeu ao [demónio] Crowley [Mark Sheppard]. E eles foram simpáticos o suficiente para mudar o episódio para o início do calendário de filmagens para que eu tivesse tempo de preparar.”

Estar atrás das câmaras foi bastante “assustador,” admite Ackles, mas o colega Jared Padalecki, que protagoniza o irmão mais novo de Dean, Sam, facilitou-me a vida. “Ele deu-me mais folga do que deu a qualquer outro diretor nos nossos 113 episódios.” Isto é que é amor de irmãos.

1 de Julho de 2010 Daniela Godinho Ileane Rudolph, TV Guide Magazine
6ªTemporada, Como diretor, Supernatural

Sobre a renovação de Supernatural para a 6ªtemporada

Supernatural já esteve na TV o tempo suficiente Jensen Ackles sentir que cresceu em frente às câmaras.

“É uma frase muito comum que nós usamos no set: ‘Wow, eras muito melhor nos teus 20s,'” Ackles diz. “E isso aplica-se a muitas pessoas.”

[…]

“Eric (Kripke, o criador de Supernatural) não ia forçar o fim quando descobriram que iam ter mais um ano,” disse Ackles. “Ele não ia esticar cinco anos para seis. Ele pensou, ‘Eu vou fazer as 5 temporadas, He wasn’t going to stretch five years over six. He was like, ‘I am going to do the five seasons, deitar a casa abaixo e depois logo se vê.'”

Ler mais

10 de Maio de 2010 Daniela Godinho Bill Harris, Toronto Sun
5ªTemporada, 6ªTemporada, Supernatural

Entrevista à Venice Magazine

Venice: Parabéns por outra temporada maravilhosa de Supernatural e pelo My Blood Valentine 3D. Uma coisa que me impressionou no filme foi que os efeitos 3D não eram apenas coisas a vir na tua direção.
Jensen Ackles: Nunca queres que fique demasiado fictício. Eu lembro-me de falar com o diretor e numa das primeiras chamadas que tivemos ele foi muito claro como isto iria acontecer. Ele não queria coisas demasiado fictícias mas ele queria respeitar os antigos filmes de terror e incluir alguns desses óptimo clichés que os iria honrar.

Eu adoro como tudo está mesmo à tua frente, como quase que consegues esticar-te e tocar tudo. Isso tem de ser a onda do futuro.
Estou surpreendido por terem demorado tanto tempo para inventar o 3D. Eu acho que com a nova tecnologia… eu nem consigo imaginar como será o futuro.

Sinceramente, quando ouviste falar deste projeto alguma vez pensaste, “Temos mesmo de refazer este filme?”
Bem, isto é algo que eu só expressei com os meus amigos, e conhecidos. ‘Deus, é assim tão complicado de ter novas ideias hoje em dia que continuamos a refazer ou a roubar ideias ou séries de outros países? A escrita é tão vazia hoje em dia?’ Mas quando pensas no assunto, e no que realmente me espanta é que este tinha um seguimento de culto mas não era um filme muito, muito bom. O My Bloddy Valentine não foi um grande sucesso. Foi do tipo do Friday the 13th ou Nightmare on Elm Street.

Eu sou velho e gosto de filmes de terror, mas quem é que se lembra dos originais?
Certo, existem poucas pessoas que se apegaram a esses pequenos e únicos filmes de terror, e este é um destes. E acho que em si era único, e aplicar toda esta tecnologia moderna nele e usar o formato 3D, fiquei interessado desde o início.

Há uma cena do hospital onde a tua personagem diz que não vai vender a mina e o Kerr Smith aparece do nada por detrás de uma cortina e toda a gente ri porque é tão ridículo.
E mesmo no início quando o Tom Atkins aparece e ele é encriminado com o coração na janela, há uma quantidade certa de mozzarella espalhada pelo filme para que as pessoas percebam que não estamos a tentar que tudo fique demasiado sério e é uma memória de um filme feito de maneira a que possas relaxar e admirá-lo. É como uma viagem.

Talvez por estares nele, mas quando a tua personagem regressa à cidade não se consegue pensar noutra coisa senão que é um trabalho para os irmãos Winchester.
Verdade. [risos]

Ler mais

1 de Fevereiro de 2009 Sílvia Tavares Jose Martinez, Venice Magazine
4ªTemporada, Como ator, Interesses, My Bloody Valentine, Supernatural

Respondendo a Questões de Fãs

Melanie oriunda de Buffalo quer saber, o quanto colocas na tua personagem, em relação às falas, e mesmo no guarda roupa?

Bem, eu diria que a minha ajuda em relação à minha personagem acontece acidentalmente. Por exemplo, posso adicionar algumas palavras ou frases durante a filmagem. Se eu utilizar um certo objeto ou uma certa peça de roupa ou assim, os escritores aceitam. Eles vêem e dizem, “sabes que mais? Eu gosto disso. Vamos usá-lo sempre, vamos escrevê-lo assim.” Por isso, a maior parte da minha ajuda são coisas espontâneas que me vêm à mente, ou que a cena apresenta, ou algo que iria fazer sentido com a maneira de agir da personagem, e depois os escritores ou dizem, “Hey, perfeito” ou “Não, não acho que a personagem fosse fazer isto,” estes homens têm estado a escrevê-lo desde o primeiro dia. Eles conhecem-no tão bem quanto eu, e nós estamos na mesma página. Nunca há discussões sobre o que a personagem deve ou não fazer, ou onde deve ou não ir, ou o porquê de ele estar a fazer o que faz.

Outra pergunta de alguém, cujo só tenho o nome de utilizador, e esse é JAcklesObsessed. Tens muitos fãs dedicados.

Essa pessoa deve ser a minha mãe. Ou o Jared.

Ler mais

7 de Abril de 2008 Sílvia Tavares John Kubicek, BuddyTV
Como ator, Fãs, Supernatural

Entrevista com Jensen Ackles e Jeffrey Dean Morgan

Jeffrey Dean Morgan: Wow, Jensen Ackles. Como estás?
Jensen Ackles: Eu estava mesmo agora a falar de ti, seu idiota.
Jeffrey Dean Morgan: Sim, estavas a dizer coisas boas?
Jensen Ackles: Aqui, senta-te. Jeffrey Dean Morgan, pessoal. Protagoniza o pai na série.
Jeffrey Dean Morgan: Pai morto.
Jensen Ackles: Pai morto.
Jensen Ackles: Como estás?
Jeffrey Dean Morgan: Bem, meu. E tu como estás?
Jensen Ackles: Como é que esse café te anda a tratar?
Jeffrey Dean Morgan: Muito bem.

Parece que estava a precisar.
Jeffrey Dean Morgan: Nós tivemos uma bela noite ontem
Jensen Ackles: Sim, nós tivemos uma bela noite ontem, não tivemos?
Jeffrey Dean Morgan: Sim. Sim. Sim.
Jensen Ackles: Hey, bem, sabem, é o que acontece quando os filhos saiem com os seus pais, certo?
Jeffrey Dean Morgan: Sabem, nós juntámo-nos para uma saída à noite.
Jensen Ackles: Sim, é verdade. Eu estava mesmo a falar de como tu “morreste”.
Jeffrey Dean Morgan: Sim.
Jensen Ackles: Sim.
Jeffrey Dean Morgan: Sim.
Jensen Ackles: E como isso me afetou.
Jeffrey Dean Morgan: Ele anda com problemas. Ele anda com muitos problemas.
Jensen Ackles: Muitos problemas, sim. Dean está definitivamente a ter problemas. Eu só estou a ter problemas porque já não posso sair com ele.
Jeffrey Dean Morgan: Oh, Deus.
Jensen Ackles: Eu na verdade não gosto de ti. Só estou a dizer isso.

Ler mais

29 de Janeiro de 2007 Daniela Godinho TV Week
Como ator, Supernatural

Assombrado

O sexy ator Jensen Ackles partilha as suas experiências assustadoras de fazer o papel de um irmão caçador de fantasmas, em Supernatural.

Supernatural é um dos programas mais assustadores na televisão, com um novo demónio ou monstro assassino a aparecer todas as semanas, mas após de ver muitos filmes de terror, a estrela Jensen Ackles pensou que era imune ao susto. Isso foi até ao dia em que ele filmou um episódio num hospício…

“Aquele episódio, o hospício, foi filmado num instituto mental abandonado e era tão assustador que o departamento de artes não teve de fazer nada,” diz ele, “era um edifício enorme com cinco andares, completamente deserto e sem uso. Nós estávamos a filmar no terceiro andar e quando eles fizeram a pausa para o almoço, toda a equipa começou a dirigir-se para as escadas, por isso decidi ir por um atalho nas escadas da parte de trás. Então eu desci e estava tudo escuro, e tinha um corredor longuíssimo com uma pequena luz no fim do mesmo, era mesmo assustador. Comecei a caminhar um pouco mais rápido, e depois dei por mim a correr. Por isso foi um pouco assustador. Fez com que ficasse todo arrepiado.”

Ler mais

1 de Setembro de 2006 Sílvia Tavares Steven Eramo, TV Zone
Como ator, Infância, Interesses, Supernatural